“Demos ordem, depois, a nosso Estado / pra que ninguém o veja arruinado” (Shakespeare)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Pensar para a frente pode ter um efeito calmante, ainda que ilusório. Sonhar com novos quadriênios, traz a possibilidade de perceber a volta da ordem e da boa imagem do País perante o mundo. Por enquanto, a distopia prevalece, com seu imenso peso sobre o viver presente. Mas a utopia há de prevalecer, até por seu caráter negativo: o não-lugar será sempre maior do que o lugar e sobre ele exercerá seu domínio mágico.

Que a esperança de regeneração, contudo, não nos faça esquecer que a ‘melhor forma de prever o futuro é construí-lo no presente’.

Enviado pelo coletivo Representa Br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Política 21

Política 21

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *